Curta a página do QLA no Facebook

28 de nov de 2013

Namoro com princípio. Tratando de contato físico, defraudaçao e sexo.





U
m dos temas mais polêmicos no namoro tem sido como deve ser o contato físico entre o casal. Não quero com este post apontar para um determinado tipo de namoro. Como o caso da corte. Mas sim através de experiências e conhecimentos adquiridos acerca do assunto, poder pautar argumentos à luz da palavra que norteiem um relacionamento que visa agradar a Deus. E essa questão tem trazido tantos problemas que muitos casais optam por simplesmente abdicar de qualquer contato físico afim de não correrem riscos. Essa atitude, que num primeiro momento parece ser bem segura, na minha opinião pode trazer sérios problemas depois para a relação, se ambos não forem maduros e preparados para tal escolha. O que precisamos aprender é até onde podemos ir sem cometer pecado, sem exceder os extremos.

       Contato físico e defraudação


O maior inimigo no contato físico é a defraudação. Essa palavra aparece como pecado específico em 1 Ts 4.6, nesse texto, inclusive, refere-se a mesma com conotação sexual, e Paulo desafia os crentes à santidade. Defraudar é promover em uma pessoa um desejo que você não pode satisfazer. No caso do namoro, por exemplo, ocorre quando o rapaz ao acariciar demasiadamente sua namorada, deixa-a excitada, como ambos não podem consumar o ato sexual, ocorre à defraudação. Da mesma forma uma jovem usando uma roupa sensual pode excitar sexualmente o rapaz, cometendo o mesmo pecado. 
Existem beijos e abraços que não combinam com um namoro santo. Você conhece o seu limite, avise ao seu namorado e/ou namorada. Se não sabe procure descobri-lo antes de se aventurar nessa área. Se beijar o leva a pecar, não beije, se abraçar o leva a pecar, não abrace; agora se pegar na mão da sua namorada ou do seu namorado o leva a pecar, o melhor a fazer é ir a um psicólogo, pois você tem algum problema. 
Um jovem só está pronto para o namoro quando ele começa a pensar em casamento. Isso mesmo! Em casamento! Mesmo que o mesmo esteja longe. Nada tem sentido sem uma meta. E, quando falamos em conhecimento, nos referimos ao descobrimento dos sentimentos de um pelo outro e não o conhecimento físico, pois o namoro não é lugar de viver uma vida sexual.

No sex....até casar


Devemos saber jovem, que o ato sexual é algo belo e criado por Deus, para ser vivido exclusivamente no casamento, entenda o sexo não é pecado, mas, se for realizado fora ou antes do casamento se torna pecado.
E ainda o sexo imaturo traz várias consequências como: gravidez indesejada, um possível aborto, risco de contrair doenças, fora o trauma que pode acompanhar tanto a mulher como o homem para a vida toda.
No namoro não existe ainda um compromisso “até que a morte os separe” é por isso que o sexo não pode ser vivido no namoro nem no noivado. Se você apanhar e comer uma fruta ainda verde, ela vai fazer mal a você, e se estragará. Se você viver a vida sexual antes do casamento, você só terá problemas e não alegrias.
Paulo nos ensina: “a mulher não pode dispor de seu corpo: ele pertence a seu marido. E também o marido não pode dispor de seu corpo ele pertence a sua esposa”. (1 cor 7,4) Paulo não diz que o corpo da namorada pertence ao namorado e nem que o corpo do noivo pertence a noiva a união sexual só tem sentido dentro do casamento.
O mundo pressiona rapazes e moças a ter um namoro carnal, sexual, nós, cristãos, somos taxados de antiquados, puritanos ou até “manés”. No entanto, uma relação com sexo e defraudação tem destruído os sentimentos e promovido somente dor e insegurança. É claro que é um grande desafio vencer essa área, mas é plenamente possível, se o casal buscar no Espírito Santo.


 Deseje cumprir o propósito

Queira namorar para casar! Espere em Deus, ore, coloque a sua vida nas mãos de Deus, curta a sua vida de solteiro(a), porque também há muitas alegrias e vantagens em um tempo só para você que não esta se relacionando; e antes de tudo, para você que já namora e busca com o seu companheiro(a) um namoro santo e agradável a Deus, devem se perguntar se o que vocês fazem durante o tempo que ficam juntos agrada a Deus, e se Ele ficaria sentado ao lado de você durante todo o tempo, ou se até os últimos 30 min. Cuidado, antes de qualquer atitude você deve pesar o que mais tem importância na sua vida, Deus ou o seu namorado(a)? Orem juntos, jejuem juntos, cresçam no ministério, frutifiquem, e em tudo Deus estará vos honrando e separando à vocês as mais doces bênçãos para um casal que chega ao matrimônio guardados mente e coração santos ao Senhor.


Em Cristo, e nuca sem Ele,
Danilo Dias.
Postar um comentário

Deixe o seu comentário