Curta a página do QLA no Facebook

13 de nov de 2013

Já estás salvo?

         
       Bom dia galera que acompanha o Quem Levara a Arca (QLA)....
       Hoje gostaria de falar de salvação, de amor, de evangelho! Ok? Venha comigo então...

“E disse-lhe um: Senhor, são poucos os que se salvam? E ele lhe respondeu: Porfiai por entrar pela porta estreita; porque eu vos digo que muitos procurarão entrar, e não poderão.
Quando o pai de família se levantar e cerrar a porta, e começardes, de fora, a bater à porta, dizendo: Senhor, SENHOR, abre-nos; e, respondendo ele, vos disser: Não sei de onde vós sois;
Então começareis a dizer: Temos comido e bebido na tua presença, e tu tens ensinado nas nossas ruas.
E ele vos responderá: Digo-vos que não sei de onde vós sois; apartai-vos de mim, vós todos os que praticais a iniquidade.”                                                                                 Lucas 13:23-27

    Você tem certeza de qual caminho esta trilhando para a eternidade?



Talvez agora você seja jovem, forte e saudável. Talvez você nunca esteve doente na sua vida, e dificilmente saiba o que é sentir fraqueza e dor. Você se organiza e planeja para os anos futuros, e sente como se a morte estivesse distante, e fora de vista. Apesar disso, lembre-se, algumas vezes a morte ceifa jovens na flor da idade. O forte e saudável da família nem sempre será o que viverá mais. Seu sol pode declinar antes que sua vida tenha chegado ao meio-dia. Ainda um pouco de tempo, e você pode estar deitando em uma estreita, e silenciosa moradia, e as margaridas estarão crescendo em seu túmulo. E então, considere, você será salvo?

Talvez você seja rico e próspero neste mundo. Você tem dinheiro, e tudo que o dinheiro pode comprar. Você tem “honra, amor, obediência, legiões de amigos”. Mas, lembre-se, “tesouro não dura para sempre”. Você não pode mantê-las por mais que uns poucos anos. “Aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo” (Provérbios 27.24; Hebreus 9.27). E então, considere: – Você será salvo?

Talvez você seja pobre e necessitado. Você dificilmente tem o suficiente para prover alimento e vestuário para si e para sua família. Você muitas vezes está angustiado por falta de conforto, que você não tem poder para conseguir. Como Lázaro, você parece ter somente “males”, e nenhum bem. Mas, mesmo assim, você se consola com o pensamento que haverá um fim de tudo isto. Há um mundo por vir, onde pobreza e carência serão desconhecidas. Apesar disso, considere por um momento: – Você será salvo?

Talvez você tenha um corpo fraco e doente. Você quase não sabe o que é estar livre da dor. Você se apartou a tanto tempo da companhia da saúde, que você quase esqueceu como é. Você já disse muitas vezes pela manhã, “Quem me dera ver a noite,” e à tarde “Quem me dera ver a manhã”. Há dias quando você é tentado pelo muito cansaço a lamentar com Jonas, “Melhor me é morrer do que viver” (Jonas 4.3). Mas, lembre-se, a morte não é tudo. Existe algo além do túmulo. E, então, considere: – Você será salvo?

E então você deve estar se perguntando, o que é ser salvo?

Ser salvo não é meramente professar e chamar a nós mesmos de Cristãos. Podemos ter todas as partes exteriores do Cristianismo, e ainda estarmos perdidos apesar de tudo. Nós podemos ser batizados na Igreja de Cristo, participar da mesa de Cristo, ter conhecimento Cristão – ser reconhecidos como homens e mulheres Cristãs; e ainda sermos almas mortas por toda nossa vida – e ao fim, no dia do julgamento, se achar à esquerda de Cristo. Não: isto não é salvação! Salvação é algo muito maior e mais profundo que isto. Agora, o que é?

Ser salvo é ser liberado nesta vida presente da culpa do pecado, pela fé em Jesus Cristo, o Salvador. É ser perdoado, justificado, e livre de cada acusação de pecado, pela fé no sangue de Cristo e em Sua mediação. Todo aquele que com seu coração crê no Senhor Jesus Cristo, é uma alma salva. Ele não perecerá. Ele tem a vida eterna. Esta é a primeira parte da salvação, e a origem de todo resto. Mas isto não é tudo.
Ser salvo é ser liberado nesta vida presente do poder do pecado, pelo novo nascimento, e santificado pelo Espírito de Cristo. É ser livre do domínio abominável do pecado, do mundo, e do diabo, tendo uma nova natureza introduzida em nós pelo Espírito Santo. Todo aquele que é dessa maneira renovado no espírito de sua mente, e convertido, é uma alma salva. Ele não perecerá. Ele entrará no reino glorioso de Deus. Esta é a segunda parte da salvação. Mas ainda não é tudo.

Ser salvo é ser liberado no dia do julgamento, de todas as terríveis consequências do pecado. É ser declarado inocente, imaculado, irrepreensível, e completo em Cristo, enquanto outros são achados culpados e condenados para sempre. É ouvir aquelas palavras confortantes: – “Vinde, benditos!”; enquanto outros ouvem aquelas palavras atemorizantes: – “Apartai-vos de mim, malditos!” (Mateus 25.34,41). É ser aceito e confessado por Cristo, como um de Seus filhos e servos queridos, enquanto outros são rejeitados e lançados fora para sempre. É ser declarado livre da parte do iníquo: do bicho que nunca morre, do fogo que nunca se apaga, do choro, do gemido, e do ranger de dentes, que nunca tem fim. É receber a recompensa preparada para os justos, no dia da segunda vinda de Cristo – o corpo glorioso, o reino incorruptível, a incorruptível coroa de glória, e a alegria eterna. Esta é a salvação completa. Esta é a “redenção” que os verdadeiros Cristãos são encorajados a olhar e desejar (Lucas 21.28). Esta é a herança de todos os homens e mulheres que creem e nascem de novo. Pela fé eles já são salvos. Aos olhos de Deus sua salvação final é uma coisa absolutamente certa. Seus nomes estão no livro da vida. Suas mansões no céu já estão preparadas. Aleluias!

OBS: “Mas ainda há uma parte da redenção e da salvação que nós não alcançaremos enquanto estivermos em nosso corpo.
            Nós somos salvos da culpa e poder do pecado; mas não da necessidade de vigiar e orar. Nós somos salvos do medo e amor do mundo, mas não da necessidade diária de lutar. Nós somos salvos da servidão do diabo; mas não somos salvos de sermos atormentados por suas tentações. Porém quando Cristo vier a nossa salvação estará completa. Nós já a possuímos no broto. Nós a veremos então na flor.”1

Creia em Jesus agora mesmo, entregue a sua vida a Ele, e seja salvo!

Salvação é isto. É ser salvo da culpa, poder, e consequências do pecado. É crer e ser santificado hoje, e ser salvo da ira de Deus no último dia. O salvo que tem a primeira parte na vida presente, terá sem dúvida a segunda parte na vida por vir. Ambas as partes serão unidas. O que Deus juntou, nenhum homem tente dividir.
Que ninguém sonhe que será salvo no fim, se primeiro não nascer de novo. Que ninguém duvide se nasceu de novo aqui, que certamente será salvo no mundo porvir.

Se você crer que Jesus morreu na cruz do calvário em seu lugar, e que o Seu sacrifício é suficiente para te salvar de toda a condenação e te lavar de toda iniquidade, faça essa oração agora:

“Jesus eu preciso de Ti. Abro a porta da minha vida e O recebo como meu Senhor e Salvador. Eu reconheço o teu sacrifício por mim na cruz do calvário. Obrigado pelo teu amor e misericórdia, obrigado por perdoar os meus pecados, por me lavar de toda culpa, e por me aceitar como Teu filho, e por me dar a vida eterna. Toma conta da minha vida, fazendo em mim a tua doce vontade, em nome de Jesus! Amém!”

 
Por nos amar, Ele se esvaziou e seu deu em nosso lugar! 

Texto: Livro “Poucos salvos” – J.C. Ryle
1. Adaptação: Danilo Dias
Postar um comentário

Deixe o seu comentário