Curta a página do QLA no Facebook

15 de nov de 2013

Jesus não é band-aid



Com certeza você já ouviu falar sobre alguns nomes e adjetivos a respeito da pessoa de Jesus. Que Ele é bom, maravilhoso, príncipe da Paz, Senhor dos senhores, santo, advogado fiel, justo, cordeiro de Deus, entre outros, que dariam para compor uma vasta lista de nomes e adjetivos dados ao nosso Senhor e Rei. Mas creio que você nunca ouviu alguém chamar ao Mestre de band-aid? Sim band-aid, adjetivo oportuno, dado o porquê muitos têm requerido a Cristo apenas quando se encontram dilacerados pela consequência de seus pecados! Porque tal atitude é tão praticada por pessoas até mesmo ‘experientes’ na fé que têm dezenas de anos na igreja, e que nunca tiveram vergonha na cara de buscarem a Deus somente em dias de aflições? Por que o nosso Senhor não tem sido o Deus que norteia as nossas vidas, mas tem sido procurado apenas como o Deus que nos abençoa e nos sara? Porque não temos reconhecido o Yahweh Sabaoth (Senhor dos Exércitos), mas queremos somente o Yahweh Rafah (O Senhor que nos cura)?
Queremos só os benefícios do evangelho, nos apropriando da palavra apenas no que diz respeito às promessas de Deus para nós; usamos Jesus como se fosse um mero 'amuleto da sorte'; queremos as mãos do Senhor, não por conta das marcas dos cravos, mas por conta das bênçãos! Evangelho oco, seco, e imediatista! Aproximem-se crentes consumistas, este é o vosso reino, e como o mesmo é material, só pode ser vivido aqui e agora, tendo como limitação o tempo e a qualidade do mesmo. Já que tudo que é terreno é também passageiro!
Quantas vezes já ‘brigamos’ com Deus porquanto Ele não nos deu aquela bênção tão sonhada, porque não respondeu como queríamos aquela tão linda oração? Isto acontece, logo porque nos entristecemos por conta de um não de Deus, mas quando isto se repete muito, a causa pode ser outra: o tesouro corrompido.
Em Mateus 6 v. 21 Jesus adverte os seus discípulos sobre isto dizendo: “Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração.”
Jesus nos deu acesso às chaves do Seu reino (Mt. 16:19), e qual porta você tem procurado abrir? Se você se preocupar em querer apenas um Jesus band-aid, você estará ‘limitando’ o agir de Cristo na sua vida! A tua fé determina o teu milagre, e a tua ação determina a ação de Deus!
A igreja do Senhor na terra tem entregado o seu coração aos desejos da carne, tem se prostituído (traindo a Jesus), e abandonado o evangelho genuíno, por um evangelho medíocre e doente, que não foi criado pelo meu Senhor. E se no Grande Dia do Senhor, Ele te disser apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade? [Reflita Nisso]
Estamos vivendo dias de mudança, dias de transformação, dias de levar a arca do Senhor (representa a Sua presença) aonde Ela nunca devia ter saído: da Sua igreja! Queira Deus, Sua face, Sua doce voz. Deseje ser um legítimo discípulo de Cristo, o Justo, o santo, o amado das nações. Jesus não é religião, Ele é relacionamento, é renúncia. O evangelho anda na contramão deste mundo (Rm 12.2) é só ler a bíblia, e você verá isso! Então examine-se pois, se você não esta na contramão do mundo, logo está na contramão de Deus!
Ande com Deus, e logo serás confundido com Ele. Este é o sonho de todo o filho: ser parecido com o Seu pai; se lance aos pés da cruz, busque a face de Deus, o seu reino, e depois todas as demais coisas acontecerão na tua vida como consequência natural das bênçãos de Deus sobre ti!

Em graça e amor, Danilo Dias.
Postar um comentário

Deixe o seu comentário