Curta a página do QLA no Facebook

2 de fev de 2012

O Tabernáculo de Davi

Boa Noite, Nações da terra...!

Hoje vos trago um post sobre um assunto que tem sido diplomatizado na igreja: Adoração a Deus. Já não existe uma idéia biblíca sobre isso porque tem sido bastante ministrado, e por isso diversas pessoas 'dão a sua opinião' em vez de declarar o bíblico. Não sou contra a declaração de nenhum ministro, até porque este post não é direcionado a isso, mas sim a nos levar a reflexão do assunto abordado.
E nada melhor para falar sobre adoração do que dizer sobre o tabernáculo de Davi.....


O Tabernáculo e a sua história


Em determinado momento da história, DEUS decidiu mudar o Seu Culto. Até aquele momento toda cerimônia no Tabernáculo de Moisés apontava para a sombria situação do homem e a necessidade de um Salvador - YESHUA HA MASHIACH(Jesus o Cristo). Mas DEUS decidiu mostrar um pouco da festa que é o céu. Para isso, Ele precisava de alguém que O entendesse, que tivesse intimidade com Ele, que fosse, enfim, um Adorador. 

DEUS olhou para a terra e viu um jovem que na companhia de suas ovelhas, dedilhando seu instrumento, declarava " O Senhor é meu Pastor, nada me faltará ... O Senhor é a minha luz e a minha salvação, a quem temerei ? ..." .
DEUS ouviu o testemunho das pessoas que sobre ele diziam "sabe tocar, é valente guerreiro, fala bem, é de bela aparência e DEUS está com ele" (I Sm 16.18).
DEUS viu Davi conduzir Seu povo numa celebração sem medida, cheia de júbilo, cânticos, instrumentos variados feitos pelo próprio Davi e ... danças - I Cr 13.8 e I cr 34.5.

Enfim, DEUS mesmo podia dizer a respeito de Davi "ele é um homem segundo o Meu coração" (Atos 13.22 / I Samuel 13). Ele finalmente tinha achado um verdadeiro Adorador, aquele que tinha condições de estabelecer Seu novo Modelo de Culto na terra : DAVI. 
Então, através dos seus profetas, Gade e Natã, Suas ordens foram transmitidas e colocadas em prática pelo Rei Davi.

Expressões de Adoração, Celebração e Louvor dentro do Culto

· Cânticos : Sl 119.54 "Os teus decretos são motivo dos meus cânticos"; II Cr 29.28; Sl 35.27 - Salmos : I Cr 25.1; Sl 47.6
· Cânticos espirituais : Cl 3.12
·Ações de Graças : Sl 100.4; Sl 70.30
· Expressões de Júbilo: Sl 89.15 "Bem-aventurado o povo que conhece os vivas de júbilo"; Sl 87.7 "Todos os cantores saltando de júbilo entoarão : Todas as minhas fontes são em ti" ; Sl 126.2; Sl 132.16
· Gritos : Sl 42.4 "entre gritos de alegria e louvor"
· Palmas : Sl 47.1 
· Mãos levantadas: Sl 134.2
·Instrumentos: Sl 150.3-5
· Danças e Saltos . Jr 31.13 diz "Então a virgem se alegrará na DANÇA e também os jovens e os velhos; tornarei o seu pranto em JÚBILO e os consolarei; transformarei em REGOZIJO a sua tristeza."; II Sm 6.14; Sl 149.3 e Sl 150.4. Antes de Davi somente as mulheres dançavam - Ex 15.21 e I Sm 18.6-7
· De pé, encurvado, de joelhos, prostrado: Sl 95.6; Sl 99.5,9 
· Cortejo ; Sl 68.24 "Viu-se, ó DEUS, o Teu CORTEJO... os cantores iam adiante, atrás os tocadores de instrumentos de cordas, no meio as donzelas com adufes"
· Bandeiras : Sl 20.5 · Festas : Sl 118.27

       DEUS é o exemplo maior pois "conduziu com alegria o seu povo, e com jubiloso canto os seus escolhidos" - Sl 105.43
      DEUS também é a fonte de inspiração. Ne 12.43 "... pois DEUS os alegrara com grande alegria" - também em Is 56.7
Estas expressões foram praticadas pelo próprio Rei Davi "com todas as suas forças" (II Sm 6.14) e desta maneira deve ser ainda hoje.
      Lendo os Salmos, podemos perceber a intimidade dos compositores e a ênfase que eles dão à celebração, ao louvor, ao regozijo, à alegria, à Palavra, à exaltação ao DEUS Todo Poderoso, ao tributo, à proclamação de todos os Seus feitos.

A relação entre o Tabernáculo de Davi e a Igreja

       O Tabernáculo de Davi permaneceu mais ou menos durante 40 anos. Quando Davi trouxe a Arca do SENHOR de volta, não a levou para o Tabernáculo de Moisés, no monte Gibeom, mas para o Monte Sião, em Jerusalém, cidade onde ele morava e onde tinha mandado os levitas levantarem uma Tenda sem véu onde a Arca foi colocada (I Cr 13 a 16 e II Sm 6.17-19). A partir daí temos dois Tabernáculos: o de Moisés onde os sacerdotes faziam sacrifícios de animais, onde a presença do SENHOR era simbolizada pela Arca; o de Davi, onde os Levitas ministravam diante da presença do SENHOR, sem sacrifícios sangrentos, mas com sacrifícios de Louvor, de Ações de Graças, de Júbilo, em Adoração contínua "porque a Sua misericórdia dura para sempre" como cantou Davi muitas vezes.

           A relação entre o Tabernáculo de Davi e a Igreja está declarada em Hb 12.22-23 "Mas tendes chegado ao Monte Sião e à cidade do DEUS vivo, a Jerusalém celestial... e a igreja dos primogênitos... e a YESHUA, o mediador de Nova Aliança e ao sangue da aspersão... 
E também em At 15.15-18, que repete a profecia de Amós 9.11 que diz: "Naqueles dias levantarei o Tabernáculo caído de Davi, repararei as suas brechas; e levantando-o das suas ruínas restaurá-lo-ei como fora nos dias da antiguidade... para que os demais homens busquem ao Senhor, e todos os gentios sobre os quais tem sido invocado o Meu Nome, diz o SENHOR que faz estas cousas conhecidas neste século."

         "Depois disto voltarei, E reedificarei o tabernáculo de Davi, que está caído, Levantá-lo-ei das suas ruínas, E tornarei a edificá-lo. Para que o restante dos homens busque ao Senhor, E todos os gentios, sobre os quais o meu nome é invocado, Diz o Senhor, que faz todas estas coisas, conhecidas são a Deus, desde o princípio do mundo, todas as suas obras." At.15: 16-18

         O Tabernáculo de Davi precisa ser erguido em nós, em nossas formas de culto, e em nossas igrejas! É necessário que nós nação do Senhor, o adoremos com espontaneidade, com extravagância, com gestos, palavras e ações que demonstrem o quão cheio esta o nosso coração diante de Deus, que não conseguimos nos conter diante da sua presença! Não exite algo melhor do que a presença de Deus, não há nada comparável a doçura da sua voz, a fragrância do seu perfume, a ação do seu espírito! Se alguém compartilha comigo da experiência de ter sido tocado pelo Espírito Santo, por favor ecoe o seu clamor, levante a sua voz, e proclame aonde você estiver a adoração verdadeira e sincera. O tabernáculo de Davi, o tempo de adoração genuína, sem hipocrisia e meros rituais, mais sim com o coração contrito e quebrantado diante do amado de nossas almas!

Nas recâmaras do Rei,

Danilo Dias.
Postar um comentário

Deixe o seu comentário